O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Tecnologia


Convivaware

Homenagem a Ray Tomlinson, pai do e-mail
Há 45 anos ele criou um jeito rápido e eficiente de enviar mensagens 

Por Laercio Sant’Anna | laercio@adeva.org.br

Os últimos cinquenta anos foram marcados por um crescimento tecnológico sem precedentes na História. Inúmeros são os exemplos que eu poderia citar, contudo, gostaria de me ater especificamente a um: você já se pôs a pensar na importância do e-mail na sua vida hoje?

É claro que as redes sociais têm oferecido alternativas à troca de informações, mas, geralmente, quando se quer oficializar algo, é através de um e-mail que isto é feito.

Nos anos 1960
A história da Internet e do e-mail em rede se confundem. No início da década de 1960, surgiram alguns sistemas de troca de mensagens entre terminais de um mesmo computador, mas foi em 29 de outubro de 1969 que o primeiro e-mail em rede foi transmitido, somente dois meses depois da criação do primeiro nó de uma rede chamada Arpanet que daria origem à Internet

A mensagem foi enviada do computador do laboratório de Kleinrock na UCLA (University of California, Los Angeles) para o de Douglas Engelbart no Stanford Research Institute, utilizando como suporte a recém-criada rede da Arpa (Advanced Research Projects Agency), agência financiada pelo governo norte-americano. Tratava-se da tentativa de transmitir a palavra login. A conexão caiu e apenas duas letras e um ponto (lo.) conseguiram ser transmitidos, mas ficou provado que isso era algo possível.

Em 1971
Foi então que, no fim de 1971, o engenheiro Ray Tomlinson, da empresa Bolt Beranek and Newman (BBN), enviou o primeiro e-mail da História. Ele já vinha desenvolvendo um programa para enviar mensagens para os operadores de um mesmo computador. Então decidiu usar o símbolo “@” para separar o nome da pessoa do nome do computador, por este símbolo estar presente na maioria dos teclados e ser pouco usado.

Naquela altura, a Arpanet contava com quinze computadores espalhados pelos Estados Unidos. A ideia era criar uma rede que distribuísse as informações armazenadas para evitar que um ataque inimigo destruísse dados sigilosos do governo. Ao receber a mensagem, ela ficaria armazenada em um arquivo do destinatário, que foi chamado de caixa de mensagem.

“O primeiro e-mail foi enviado por Ray Tomlinson para si mesmo, saiu de um computador PDP-10 da BBN e chegou a outro PDP-10, situado ao lado do primeiro. A CPU de um PDP-10 tinha o tamanho de um guarda-roupa e a memória podia ocupar mais uns quatro armários desse tamanho. Mas, para atingir o destino, o primeiro e-mail viajou pela Arpanet e o engenheiro rapidamente verificou que funcionava.”

Rápida disseminação
Dois anos depois, 75% do tráfego que circulava na Arpanet era de e-mails. E, em 1978, um relatório afirmava que “há poucas dúvidas de que as técnicas do mail em rede desenvolvidas em ligação com o programa Arpanet vão varrer o país e mudar drasticamente as técnicas usadas para a intercomunicação nos setores público e privado”. 

Como afirma o documento de onde retirei estas informações, e o último parágrafo na íntegra, o e-mail não varreu os EUA, mas o mundo. 

Mas por que escrevi tudo isso? Para dizer que, do mesmo jeito que Ray Tomlinson criou silenciosamente o e-mail, também, aos 74 anos, no dia 5 de março deste ano, sem o merecido destaque nos meios de comunicação, ele nos deixou. Fica aqui, então, minha homenagem grata e sincera a um profissional que realmente colocou seu ofício a serviço da evolução da Humanidade, marcando seu nome para a posteridade.

Caso queiram saber um pouco mais sobre o assunto, leiam o artigo: http://www.esquerda.net/artigo/faleceu-ray-tomlinson-criador-do-e-mail/41606

 

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites