O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Estive l√Ā e gostei!


A Coreia ť logo aqui em S„o Paulo

Por Sidney Tobias de Souza | sidney@adeva.org.br

Uma fração deste país asiático está encravada no centro paulistano

Você já foi à Coreia? Não? Então vá até o bairro do Bom Retiro, pois é pertinho e por lá se pode conhecer e experimentar a cultura e os sabores deste país da Ásia Oriental. 

Isto porque os imigrantes coreanos e seus descendentes, nos últimos anos, situaram um pedacinho da Coreia no Bom Retiro.  

Itinerário coreano
Meu passeio pela Coreia paulistana começou na rua Prates onde está instalado o Dream 21, um tradicional norebang (karaokê), exatamente igual àqueles que se encontram no distante país, onde se canta de tudo, inclusive a música do Psy, rapper sul-coreano, recordista de visualizações no Youtube. Também nesta rua, existe uma academia de taekwondo, o esporte nacional coreano que se tornou olímpico desde 2000 nos jogos de Sydney, na Austrália. 

Um pouco adiante, encontrei uma loja onde se vende e se aluga trajes tradicionais coreanos como o hanbok, chamado de “símbolo da cultura coreana” e que é usado em datas especiais. 

Na rua Três Rios, visitei mercearias onde se pode comprar kimchi fresquinho, noodles, sojus, chás, bolachas e doces típicos. Na rua Guarani, encontrei lojas de louças, de roupas para bebês, bonecos de pelúcia, artigos para decoração, tudo tipicamente coreano, até mesmo alguns restaurantes. 

Churrasco coreano
A comida fumegante coreana de pratos aromáticos é uma delícia! Obviamente, não deixei de experimentar. 

O churrasco coreano, por exemplo, é muito apreciado e pode ser preparado por quem vai degustá-lo. Pedacinhos de carne de pancetta (barriga de porco), língua de boi cortada em fatias muito finas, ou carne de pato, untados na manteiga com tempero à base de óleo de gergelim e sal, vão sendo fritos pelo cliente em uma chapa instalada na sua mesa. Desta maneira, o cliente pode saborear tranquilamente, pelo tempo que quiser, as carnes acompanhadas de arroz e pequenos petiscos, como legumes com molhos picantes e minúsculos peixinhos crocantes. 

A comida tradicional
Em uma mesa mais habitual, o cardápio coreano geralmente se compõe de arroz, de sopas – as jjigae, kimchi e jang –, que são molhos de soja fermentados, e de até nove pratos de banchan (acompanhamentos), por exemplo, o gimchi, o samgyetang e o bulgogi

O gimchi é um tipo de comida fermentada, sempre presente na mesa dos coreanos. O ingrediente básico é a acelga salgada, temperada com gengibre, nabo, pimenta em pó, alho e cebolinha. A esta mistura de acelga e temperos se adiciona o jeotgal, um caldo fermentado de frutos do mar ou peixes. 

Muito apreciada no verão, a samgyetang é uma sopa de frango recheado com arroz glutinoso, alho e ginseng, cozido em uma panela até ficar bem macio.

O bulgogi, um prato que agrada particularmente as crianças coreanas, é feito com carne de vaca magra, com um sabor suave e não apimentado. Para que não perca o sabor, a carne é marinada por trinta minutos no máximo em um molho feito com cebolinha picada, alho, sal com gergelim, extrato de gengibre, molho de soja forte, pimenta do reino em pó, óleo de gergelim, e depois cozida lentamente em fogo médio. 

O chá
Uma boa opção para acompanhar as refeições é um chá normalmente preparado com água na temperatura entre 60°C e 70°C. A apreciação desta bebida se dá em duas etapas: primeiro se aprecia o aroma fragrante; depois, o sabor suave. 

Os coreanos cultuam a cerimônia do chá, sempre realizada em uma atmosfera acolhedora onde água, copos, cores, aromas e sabor são os cinco prazeres a serem “saboreados”. 

O idioma
Para aprender coreano, a opção é o Centro Cultural Coreano no Brasil, na Alameda Barros, 192, em Santa Cecília, tel.: 11 2893-1098. Neste espaço, pode-se apreciar também a gastronomia, as danças tradicionais e a literatura coreana no acervo da sua biblioteca.

Então, que tal conhecer um pouco mais da Coreia? Vá passear no Bom Retiro, mas não aos domingos. Tudo fica fechado por lá.

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites