O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Talentos


Uma professora ecologicamente correta

Helena oferece seus múltiplos conhecimentos para alunos e amigos 

Por Lúcia Nascimento | lucia@adeva.org.br

“Tenho prazer em ensinar”, declara a professora da ADEVA, Helena Kawata (57), licenciada em Física e Matemática pela Universidade de São Paulo (USP). 

Nascida em Cafelândia (SP), interior de São Paulo, Helena fez o curso primário em uma escola rural onde a admiração pela primeira professora despertou seu dom de ensinar. “Ela ia toda de branco e eu ficava admirada, porque ‘no mato’ não tinha sabão em pó, só em pedra, e as nossas roupas não ficavam limpas daquele jeito. Quando ela entrava na classe, eu a achava a mulher mais linda do mundo!” 

Na ADEVA, ela leciona todas as disciplinas do ensino médio para os alunos com deficiência visual da Unidade de Educação de Jovens e Adultos (UEJA), um curso permanente iniciado no ano de 2013 em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi). 

Família e trajetória
Helena é filha de Yatsutaka e Shizuko Kawata (já falecidos), irmã do Koosaku e do Masakazu e “desta família de japoneses, sou a única brasileira com sotaque, pois, na casa dos meus pais, só falávamos japonês”.  

“Tive uma infância muito pobre, morando no interior de São Paulo e depois no Paraná.” Por causa das dificuldades financeiras, “aos 13 anos, vim para São Paulo aprender a profissão de cabeleireira e manicure, para poder custear meus estudos. Aos 16 anos, fiz o supletivo. Tinha dificuldade de aprender, mas me esforcei bastante e, modestamente, fui sempre muito estudiosa!”.

Depois de completados os cursos superiores, “dei aula de matemática em uma escola particular e, até dois anos atrás, era professora de Física na rede estadual de ensino”.

Helena e seu marido, Júlio Miyahara, têm duas filhas, a Hiromi e a Mary, e dois netos, o Miguel e a Rebeca.  

Extraclasse
Helena é também técnica em ioga, escreve roteiros, produz e dirige peças teatrais. E, nas horas vagas, “adoro cuidar da minha composteira, do meu minhocário”. Preocupada com as questões ambientais, ela produz húmus (adubo) com restos de verduras, legumes e frutas. “Assim, evito o desperdício e, lá em casa, o lixo diminuiu de 30 kg para menos de 3 kg por coleta. Na terra enriquecida com o húmus, planto salsinha, cebolinha, hortelã, gengibre etc.” 

Na ADEVA
Quando Helena conheceu a ADEVA ela era professora em uma escola particular e tinha dois alunos com deficiência visual. “As aulas careciam de materiais didáticos adequados às suas necessidades. Então, telefonei para várias instituições procurando ajuda. A única instituição que me atendeu foi a ADEVA, ou melhor, a Sandra Maciel, à época, diretora vice-presidente. Depois de conversarmos ao telefone por horas, a Sandra me contratou como professora da entidade.” 

“Eu não conhecia a realidade da pessoa adulta cega ou mesmo com baixa visão. Aqueles meus alunos eram adolescentes, tinham uma condição socioeconômica privilegiada e recebiam todo o suporte necessário de suas famílias. Na ADEVA, conheci as dificuldades que o adulto com deficiência visual, e também carente de recursos, enfrenta.” 

Sobre a ADEVA
“É gratificante fazer parte do trabalho que a ADEVA realiza, ainda que a minha contribuição seja pequena. A ADEVA desenvolve habilidades, dá autonomia, recupera a autoestima e proporciona uma melhoria nas condições de vida das pessoas com deficiência visual, e tudo gratuitamente. O exemplo de superação da própria entidade me ensina a valorizar a vida, o conhecimento e, principalmente, a ser humilde.”

Jogo rápido com Helena Kawata
Signo: Virgem.
Cor: Pode ser todas? Cor é vida!
Hobby: Não desperdiçar, cuidar do meu minhocário.
Um filme: “Um sonho de liberdade”, com Tim Robbins e Morgan Freeman.
Um livro: “O alquimista”, de Paulo Coelho.
Um estilo de música (japonesa): Enka. São músicas que falam de amor à terra natal, aos amigos ou de amor.
Uma música: Uma música enka que fala sobre a juventude, amizade e esperança. Tem um trecho assim: "se um dia eu desanimar, se eu me afastar dos meus princípios, como amigo, diga para eu ter a coragem de prosseguir".
Cantora preferida: Maria Bethânia.
Cantor: Tim Maia.
Sobre a deficiência: Superação.
Religião: Amparo necessário para momentos difíceis.
Deus: Vive dentro de mim e eu vivo dentro dele.
Amigos: Poucos, mas profundos.
Amor: Faz bem para alma.
Esporte preferido: Não tenho.
Time do coração: Também não tenho.
Família: O que está ficando cada vez mais distante.
Um sonho: Ter autodomínio para dormir e acordar.
O que fazer para viver melhor?: Separar o que é importante e o que não é.
Uma frase: "Viver é saber preencher o espaço entre o nascimento e a morte."
 

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites