O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Tecnologia


Convivaware

Templates e auxiliares

Por Laercio Sant’Anna | laercio@adeva.org.br

É possível trabalhar (e bem) com o Power Point mesmo sem enxergar

A criação de apresentações em formato digital é cada vez mais frequente. Estudantes, professores, gestores de equipes, dentre outros, se deparam com a necessidade de usar aplicativos para a criação de slides. E, quando falamos em apresentação e slide, vem logo à mente o Power Point da Microsoft. 

Preparado para impressionar, este aplicativo dispõe de inúmeros recursos e efeitos para causar impacto aos espectadores. O segredo está em saber tirar proveito de tudo o que ele pode oferecer.

 Como suas principais funcionalidades estão voltadas para o apelo visual, as pessoas cegas têm inúmeros problemas para a criação de apresentações com o Power Point. Os leitores de tela até já oferecem boa acessibilidade, porém, o grande desafio é, sem enxergar o resultado dos efeitos aplicados, saber se estão atingindo os objetivos de seu criador. 

Templates
Uma boa solução, que serve até para o público que não tem qualquer deficiência, mas que fica perdido diante de tantas opções, é o uso de templates.

Templates são "esqueletos" de apresentações construídas por especialistas da própria Microsoft. Um template propõe cores de letra e de fundo, tamanho, alguns efeitos etc. Para o usuário de leitor de tela, eles podem ser muito úteis. Basta criar seu conteúdo usando algum template que o resultado não decepcionará.

Gerador de apresentação
Pensando nisso, há alguns anos, o professor Dr. Antonio Borges desenvolveu um gerador de apresentações para o Power Point, como parte do Sistema Operacional Dosvox (suíte de programas que se comunicam com o usuário por síntese de voz). Com ele, uma pessoa cega consegue facilmente criar apresentações com visual agradável e claro. Mas, se a ideia é montar sua apresentação diretamente no Power Point, uma sugestão é contar com a ajuda de alguém para definir cores de letra e de fundo, efeito de transição, se existirá alguma imagem (um logo, por exemplo), uso de animações e outros detalhes. Depois, basta ir criando os slides de conteúdo.

Bloco de Notas
Outra possibilidade é, no Bloco de Notas, criar um arquivo com um tópico em cada linha. Escreva o título do slide junto à margem esquerda. Em seguida, escreva os tópicos a um "tab" da margem esquerda. Os subtópicos a dois "tab" e assim por diante. Para iniciar um novo slide, volte a escrever junto à margem esquerda. Terminada a montagem, salve como “.txt” e abra no Power Point. A conversão será automática. 

Se usar o Excel, o que faria com a tecla "tab", faça com as colunas: os títulos na coluna "a", os tópicos na "b", subtópicos na "c" etc. Salve o arquivo e abra no Power Point. Depois, bastará aplicar algum template para dar um trato no visual.

Com a prática, uma pessoa cega será capaz de, sem ajuda de ninguém, obter resultados que impressionarão até mesmo os espectadores mais exigentes. 

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites