O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Literatura


Distinto olhar

Um personagem

A mesa está posta na sala de jantar, porque seremos sete: meus pais, meus três irmãos, eu e tia Brígida, minha tia de domingo. 

Era de seus hábitos e costumes almoçar em nossa casa sempre aos domingos. Chegava exatamente às onze horas. Para tanto, pegava o ônibus que passava às dez no ponto em frente do mosteiro de São Jerônimo, onde assistia missa. O rigor na pontualidade obrigava tia Brígida a receber a bênção de costas, já do lado de fora, nas escadarias da igreja. 

Por este acinte, pedia perdão, contrita e cegamente confiada no juízo sensato de Deus. 

Tia Brígida era alta, magra, rosto pálido e sem brilho. Muitas rugas marcavam o horizonte da sua testa. No espelho do passado, eram os olhos pequenos, encovados, sombreados por finas sobrancelhas que se destacavam a me contar sua história. 

Fora casada e tivera filhos. Dois meninos gêmeos prematuros que morreram com poucos dias de vida. Depois de seguidos anos marcados por abortos espontâneos, conseguiu convencer o marido pela adoção. Com onze anos, o menino, era um outro menino, morreu tísico. O marido, já infiel, por fim desertou.    

Nas inutilidades dos meus domingos, tia Brígida continuamente é o ponto de partida de minhas indagações metafísicas: por quê? para quê? Mas acredito que ela encontrou as respostas. Por vezes, sorria.

Por Liane Constantino | http://distintolhar.blogspot.com.br

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites