O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Mercado de Trabalho


Uma jovem movida a desafios

Por Lúcia Nascimento |  lucia@adeva.org.br

*Jucilene Braga é uma profissional que se dá crédito

A psicóloga Jucilene Braga Silva Evangelista, 36, aceita desafios profissionais confiante em seu potencial. Trabalhando na área de Recursos Humanos (RH) de uma grande empresa, não hesitou em ‘pedir as contas’ por entender que estava sendo subutilizada. Hoje, depois de várias experiências no mercado de trabalho, ela é ouvidora interna da Sercom Contact Center, uma empresa de call center.

“Eu prezo, antes de tudo, meu bem-estar e minha saúde.”

Sua história
Baiana da cidade de Poções, Jucilene perdeu a visão quando criança em consequência de um tiro de espingarda. “Depois de ficar hospitalizada por um mês, recebi alta e vim a São Paulo onde passei por quatro cirurgias, sem sucesso. Aos seis anos, estava cega.”

Fez sua reabilitação na Fundação Dorina Nowill para Cegos, foi alfabetizada e concluiu o ensino fundamental no Instituto de Cegos Padre Chico, em São Paulo. “Para ingressar no ensino médio em Embu-Guaçu (SP), onde eu morava, precisei contar com o apoio do prefeito e da Delegacia de Ensino. As duas únicas escolas públicas da cidade recusavam minha matrícula por não terem sala de recursos.” Completou a 1ª série por lá e foi cursar magistério no Centro Específico de Formação e Aperfeiçoamento do Magistério (Cefam) de Itapecerica da Serra. 

Jornalismo x Psicologia
Sonhava ser jornalista, mas as aulas de um professor, psicanalista, despertaram em Jucilene o interesse pela Psicologia. “Mesmo assim, prestei o vestibular para Jornalismo e Letras. Não cursei, pois não tinha recursos para completar a bolsa parcial que ganhei.” 

“Foi então que, na oficina vivencial Leader Training do Instituto Tadashi Kadomoto, a Psicologia surgiu novamente.” A partir daí, ela fez cursos de coaching, de neurolinguística e se formou em Psicologia na Universidade São Marcos, em 2008,  graças a uma bolsa de estudos oferecida pelo Instituto Padre Chico. 

Vida profissional
Jucilene iniciou a vida profissional como estagiária da Vivo, telefonia móvel. “Trabalhei no Instituto Vivo de Responsabilidade Social por um ano. Sozinha, eu imprimia, preparava e despachava todos os materiais em braille para as pessoas com deficiência visual cadastradas no Instituto.” 

Como cursava Psicologia, procurou emprego na área de RH. “Passei em duas entrevistas e escolhi a Redecard (hoje, Rede), onde fiquei por três anos até notar que minha capacidade de trabalho estava sendo subaproveitada.”

Começou a ministrar palestras através de uma empresa de consultoria. Foi quando conheceu a Federação das Unimeds do Estado de São Paulo, onde trabalhou em RH por um ano e meio. Participando também da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (CIPA), organizou palestras sobre meio ambiente, o que resultou no convite para atuar na área de responsabilidade social. “Depois de um ano na empresa, a promoção anunciada não aconteceu. Nesse ínterim, engravidei, fui ficando sem atividade na empresa e, na volta da licença-maternidade, fui desligada.”

Na Sercom
O emprego na Sercom Contact Center veio por indicação de um amigo. “Revendo minha trajetória profissional, posso afirmar que é na Sercom onde me sinto mais pertencente, onde trabalho ‘de verdade’ e consegui reconhecimento. Desde 2015, atendo as demandas dos funcionários, sou ouvidora interna, certificada pela Associação de Ouvidores do Brasil.” Pelo grande volume de trabalho, ela treinou e contratou uma auxiliar que, por exigência do vice-presidente da empresa, é também uma profissional com deficiência visual. 

“Hoje, de certa forma, sou uma referência para o vice-presidente, a quem respondo diretamente. Portanto, aqui fica meu recado: quando disserem que você não é capaz, não acredite! Não desista dos seus sonhos!” 

* As informações, declarações e opiniões emitidas pelos entrevistados nesta seção são de sua inteira responsabilidade e não traduzem o ponto de vista da ADEVA ou da equipe editorial do jornal CONVIVA.

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites