O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva
Home > Jornal Conviva / Índice de Jornais > ndice de Artigos do Jornal Nº 84 > ATENÇÃO ÀS NOTÍCIAS FALSAS OU “FAKE NEWS”

Tecnologia


ATENÇÃO ÀS NOTÍCIAS FALSAS OU “FAKE NEWS”

Desconfiar do que lê e pesquisar para confirmar a informação previne golpes, pânico e confusão

Quem já não leu a história de uma pessoa que foi a uma festa, tomou uma bebida e acordou sem um rim, dentro de uma banheira de gelo; ou que no Hospital de Olhos de Sorocaba há desperdício de córneas? Infelizmente, desde que comecei a usar a internet esses e outros casos absurdos chegam a minha caixa de correio. Primeiramente eram os textos por e-mails, depois o mesmo material em Power Point e por fim, em sites e vídeos.

 

Com o crescente uso das redes sociais, cada vez mais tem aumentado o número de publicações falsas, chamadas de "fake news". O grande problema é que muita gente não se atenta para isso e acaba replicando mentiras que, na maioria das vezes, só servem para alarmar ou confundir a opinião pública.

 

É muito importante lembrarmos que, só pelo fato de a notícia informar ser de uma agência de notícias de renome, não significa que a matéria seja verdadeira e, principalmente, que a página seja realmente do site que afirma ser. Por isso, antes de replicar, é fundamental desconfiar, checar se aquela informação também está sendo veiculada em outros meios de comunicação e, se o conteúdo faz sentido. Nosso bom senso deve ser o primeiro crivo.

 

Como ter certeza que uma notícia é verdadeira? Existem alguns sinais que nos ajudam a identificar quando não é:

 

· se o site tiver muita publicidade desconfie, pode ser uma página criada só para ganhar cliques dos internautas com o objetivo de aparecer para os anunciantes com um número alto de visualizações;

· fotos claramente manipuladas ou manchetes inteiras em letra maiúscula também são sinais de falsidade. Use um site de busca reversa de imagens, como o Google Imagens, para identificar a publicação original;

· confira a data da notícia. Por vezes, os sites mal-intencionados manipulam fatos antigos com informações atuais para dar um ar de veracidade. Criar uma notícia sem data específica também facilita espalhá-la por mais tempo como verdadeira;

· muita atenção e cuidado com o site que está visitando. Páginas falsas costumam colocar nomes muito parecidos com o endereço de veículos conhecidos levando o visitante a acreditar que de fato está nele.

O problema se tornou tão sério que grandes empresas como Google e Facebook estão trabalhando em seus serviços de Inteligência Artificial para evitar que tais notícias sejam veiculadas. Sites como: http://www.boatos.org/; http://www.e-farsas.com/; e https://piaui.folha.uol.com.br/lupa/, dentre outros, são ótimas fontes de pesquisa para identificar a veracidade de uma notícia. Assim, antes de compartilhar uma notícia que lhe parece duvidosa, visite esses sites. Normalmente eles conseguem esclarecer as principais mentiras e alertar para o perigo dos golpes mais comuns da internet.

 

De qualquer maneira vale a máxima: se você não tem certeza de que a notícia é verdadeira, não reproduza. Na dúvida, não compartilhe!

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites